• ARNO AO SEU LADO - Sua casa cheia de vida

Dicas

Os mandamentos do chimarrão

Vamos Matear?

Mas Bah! Hoje é o Dia do Chimarrão! A bebida é a cara do Sul do Brasil e faz parte do dia a dia dos gaúchos, independentemente de onde estejam.

Para deixar a data mais especial, vamos comemorar de um jeito divertido. Afinal, o mate é tão tradicional que nem precisa falar como fazer, né? Mas é sempre bom lembrar os sagrados mandamentos de um bom chimarrão.

1º mandamento: nunca peça açúcar

Já que o chimarrão também é chamado de mate amargo, nada mais natural do que não colocar açúcar ao tomá-lo. Para os mais moderninhos, cana, ervas exóticas e frutas estão liberadas!

2º mandamento: não diga que a bebida está quente demais

A arte de matear consiste em tomar o amargo muito, muito quente. Faz parte da cultura. E, se a gente parar para pensar, esperar esfriar seria como tomar um café ou um chá morno, não é?

3º mandamento: nunca deixe a cuia pela metade

Tome tudo antes de passar para a pessoa ao lado. Ao contrário de outras bebidas, na hora do mate a gente não deixa “um pouquinho”. Ao passar a cuia, entregue-a vazia! Para a gurizada mais nova: mate não é caipirinha para ficar passando. ;)

4º mandamento: não sinta vergonha do ronco

Isso mesmo! É mais ou menos como acontece no Japão: não fique com vergonha do ronco quando o mate estiver acabando. Faz parte!

5º mandamento: quem preparou toma primeiro

Quem toma o primeiro mate é sempre quem o preparou. Longe de ser falta de educação, o gesto é, na verdade, um favor: o primeiro mate tem o gosto mais forte.

Passar a tradição através das gerações é muito importante, mas dá para deixar um momento como esse ainda melhor e com equipamentos modernos que deixam tudo mais prático. Um bom exemplo é a Chaleira Arno Gaúcha, que prepara o chimarrão em temperaturas de 85 a 100ºC e não tem fio. Assim, você pode juntar quem mais gosta, fazer uma roda e matear à vontade!

Fonte: Página do Gaúcho